LIVRO CARTAS LACRADAS – DORA OPENHEIM

Michaela Varsano era filha única de Anna e ?? . Eles eram muito simples, a mãe costurava, o pai trabalhava muitos anos em uma farmácia, moravam em Salônica. Ela gostava muito de moda, e em uma oportunidade, conheceu ?? Hirsch, esposa do Barão de Hirsch, família de muitas posses, porém humilde. Os pais incapazes de pagarem seus estudos, permitiram que a ?? Hirsch a levasse para ?? a fim de bancarem seus estudos. Nesse meio tempo, seu pai ?? foi demitido da farmácia apesar de ter durante anos feito um trabalho maravilhoso na invenção de um grande medicamento. Em busca de oportunidade melhor, decidiu mudar-se para Taormina onde moravam seus irmãos, deixando sua esposa Anna sozinha em Salônica com seu pai.
Mãe e filha se comunicavam muito através de correspondências; Michaela estava vivendo em uma outra realidade, do luxo, dos excessos, burguesia, jantares, mansões… Sempre ouvia os o casal Hirsch falar sobre seu filho Maurice de uma forma debochante por não ter intenções de seguir a nobreza e trabalho da família nas construções de ferrovias. Em um baile conheceu um rapaz por quem se apaixonou e se assemelhava muito com as fotos dos porta-retratos da mansão Hirsch. Até que tiveram um encontro inesquecível dentro da própria casa que mudou o rumo dos 2 que encontravam-se às escondidas e nesses encontros, ela acabou engravidando. Não tinha coragem de assumir esse romance aos pais dele, resolveu fugir para Salônica às pressas e acabou deixando a bebê com uma moça para cuidá-la, pois também tinha medo de contar ao pai que engravidara. Vivia cabisbaixa em Salônica com seu amado e a filha na cabeça, até que ouviu uma triste notícia de que a filha havia morrido num incêndio e depois de um tempo que o Maurice havia falecido de tuberculose, acabando com a vida dos pais. Fora apresentada ao ?? com quem se casou e teve 2 filhos, mas sempre teve vontade de voltar a Sicília rever a família Hirsch. Até que conseguiu numas férias voltar à cidade, descobriu que não era verdade sobre a morte da filha e acabou a conhecendo. Recebeu uma carta da mae do Maurice maravilhosa relatando sua tristeza em não terem revelado o romance, mas descrevendo o quanto ele a amou.
A escritora do livro encontrou as cartas escritas pela Anna Versano na casa da avó do marido na Grécia durante sua lua de mel. Se interessou muito pelas histórias e decidiu voltar a Grécia. Lá ela localizou a filha da Michaela ainda viva, já de idade que detalhou melhor pra ela alguns fatos e explicou que as cartas foram guardadas na casa da família do marido dela (Dora, escritora) na época que os judeus fugiram na guerra para que não se perdessem. A neta da Anna fez ela prometer que um dia escreveria esse livro e por isso ela assim fez!
A história é linda, o livro pra mim um pouco longo de mais (450 páginas), mas a riqueza dos detalhes transporta a gente pra época e parece que estamos vicendo aquilo, muito cativante, adorei, recomedo!