EVENTO DE SHAVUÓT – 06/06/2016 – casa da sra. Jane Ratz

Gostaríamos de ter feito um evento num domingo para toda familia, para crianças atividade de jardinagem, avót Ubanim e shiur para mulheres com Oficina de flores, mas não havia domingo livre na escola antes de Shavuót.

Como a Jane tinha há um tempo oferecido a casa para fazer um shiur, decicimos fazer só para as mulheres. A Hany me ajudou com idéias e chamou a Morá Monique para dar o shiur.

A Tamara Roimicher me fez o flyer mas da próxima vez pedirei a outra pessoa, demorou demais como ela não tem Photoshop em casa, cada ajuste tinha que esperar dias e acabamos soltando muito em cima. Tive que eu mesma fazer um Save the data 2 semanas antes. Infelizmente, haverá tb um outro shiur um dia depois da Emuná sobre Shavuót na casa da Ariane Stern, disseram que tb não tinham outra data.

Cotei com a Tamara Murachovich da Flor e Cor e com a Lolita Shamma que trabalha com a cunhada Esther Piccioto. Com a Tamara, ela fez por R$50,00 preço de custo, segundo ela. A Lollita passou um valor de R$50,00 se fosse fazer algo diferente em um aquário com flores pra fora, para sair do tradicional. Conversei com o Hanan que não liberou verba para nada. Portanto, pedi se conseguiam fazer algo bacana porém no máximo a R$30,00. A idéia seria cobrar R$20,00/pessoa e a diferença veria com o Rony para cobrir. Fizemos o flyer considerando isso, antes de mandar achei melhor mostrar pra Jane pq percebi que ela queria algo bem caprichado. Havíamos sugerido de nos dividirmos com os pratos cd uma prepararia alguma coisa para servir, mas ela enfatizou que chamaria o Menorá.

De fato ela não aceitou que cobrássemos das pessoas ufa foi um feeling que tive antes de mandar nos grupos se não já era.

Com isso, a Tamara fez um novo ajuste e depois divulguei nos grupos.

Pedi a confirmação para melhor organização e segurança mas tinha certeza de que seria difícil, mães com crianças pqnas decidem na hr se conseguem ou não.

Encomendei com a Lolita 35 arranjos e a Jane encomendou Menora pra 30 pessoas.

No dia, pensei em entregar um arranjo bonito de flores para Jane como agradecimento e um para Morá Monique. Pedi à Lolita que conseguiu em tempo, fizeram por R$80,00 cada arranjo com orquídea amarela, num caxepô espelhado e galhos, ficou alto, super bonito e com presença.

Levei no dia na casa da Jane minha mesa dobrável, as luvas de vinil que comprei e tesouras e fui para ver se eram suficientes as mesas. Para 35 pessoas com certeza seria…

Escrevi um discurso de agradecimento à Jane, à Mora Monique e algumas palavras em Leilui Nishmat do Shulim ben Azriel (marido da Jane). Pedi ajuda do R. Valt, Chanan e do Rony. Basicamente disse que veio de uma familia chassídica de Londres, bem conhecida, que fazia mto chessed e tsedaká e que transmitiram isso pra ele que era muito generoso não só com Beit Chinuch. Para nosso shil ele doou um Sefer Torá, Parte da biblioteca, cota da reforma do refeitório e sempre se antecipava antes de pedirem ajuda, um exemplo de chessed! Trienei umas 5 vezes no espelho e inclusive pra Sarah q adorou hehe

Organizei tb no dia um cronograma pra não se estender muito. A idéia era começar pelo shiur pra não ficar tarde pra Morá Monique voltar, mas como usaríamos a mesa principal pras flores e o Menorá precisaria de tempo para montar, optamos por fazer primeiro o workshop de flores das 20:30(estava marcado para 20:00) às 21:15hs.shiur até às 22:00 e depois os comes e bebes. No final, atrasou tudo um pouco e o shiur acabou 22:20hs. 

Mesmo com uma super chuva, vieram aproximadamente 50 mulheres talvez até um pco mais BH. Faltou caxepô pra todas e as que ficaram de fora, ficaram batendo papo. Essa foi a falha, mas sem as confirmações ficaria difícil mesmo. Passei uma lista do Gardens e outras pessoas que chamei e a Jane deixou na portaria. O arranjo ficou lindo e super diferente, o caxepô espelhado super presença, elas foram ótimas super dedicadas, valeu super a pena.

O shiur tb foi mto bom, ela vai bem gostoso depois anoto.

E a comida nem preciso dizer que foi incrível. Na hora do workshop foram servindo os salgados e sopas que não experimentei mas disseram que estava tudo excelente tb e depois do shiur uma mesa de doces chalavi (sorvete, cheescake, bolo de churros…) loucura!

Foi espetacular BH, minhas tefilót foram atendidas.

Sempre falo que será o último evento que organizo, além do trabalho ando um pouco calejada das críticas. Apesar de sempre ter lidado relativamente bem com isso que sei ser inevitável e é claro com a ajuda do Rony que me estimula e sempre diz que quem não tenta não erra, dessa vez fiquei um pouco chateada. Duas mulheres bem religiosas uma qndo estava tudo pronto, flyer, florista fechado me pergunta será que precisa mesmo das flores?? Oi e o derech eretz além de vários outros palpites sem ter ao menos se oferecido de ajudar, fui tocando tudo sozinha e outra comentou com minha mãe um comentário meio maldoso que obvio como sempre tentei julgar pro bem: Vc viu que a Jane ficou bem chateada com sua filha que queria cobrar pelas flores? Desnecessário. E por último, amigas dizendo: “Me, vim por vc!” BH fico felix pelo prestígio, mas gostaria que viessem de vontade prórpia. Por outro lado pensei depois do shiur não importa a causa, consegui fazer Kidush Hashem de outras pessoas ouvirem palavras de Torá enfim vamos ver qnto tempo aguentarei sem organizar nada:) Pedi pro Rony me vetar a próxima, veremos…

OBRIGADA HASHEM!

FOI ACIMA DA MINHA EXPECTATIVA, TUDO MARAVILHOSO E BEM ELOGIADO BH

EVENTO DE SHAVUÓT – 06/06/2016 – casa da sra. Jane Ratz

Gostaríamos de ter feito um evento num domingo para toda familia, para crianças atividade de jardinagem, avót Ubanim e shiur para mulheres com Oficina de flores, mas não havia domingo livre na escola antes de Shavuót.

Como a Jane tinha há um tempo oferecido a casa para fazer um shiur, decicimos fazer só para as mulheres. A Hany me ajudou com idéias e chamou a Morá Monique para dar o shiur.

A Tamara Roimicher me fez o flyer mas da próxima vez pedirei a outra pessoa, demorou demais como ela não tem Photoshop em casa, cada ajuste tinha que esperar dias e acabamos soltando muito em cima. Tive que eu mesma fazer um Save the data 2 semanas antes. Infelizmente, haverá tb um outro shiur um dia depois da Emuná sobre Shavuót na casa da Ariane Stern, disseram que tb não tinham outra data.

Cotei com a Tamara Murachovich da Flor e Cor e com a Lolita Shamma que trabalha com a cunhada Esther Piccioto. Com a Tamara, ela fez por R$50,00 preço de custo, segundo ela. A Lollita passou um valor de R$50,00 se fosse fazer algo diferente em um aquário com flores pra fora, para sair do tradicional. Conversei com o Hanan que não liberou verba para nada. Portanto, pedi se conseguiam fazer algo bacana porém no máximo a R$30,00. A idéia seria cobrar R$20,00/pessoa e a diferença veria com o Rony para cobrir. Fizemos o flyer considerando isso, antes de mandar achei melhor mostrar pra Jane pq percebi que ela queria algo bem caprichado. Havíamos sugerido de nos dividirmos com os pratos cd uma prepararia alguma coisa para servir, mas ela enfatizou que chamaria o Menorá.

De fato ela não aceitou que cobrássemos das pessoas ufa foi um feeling que tive antes de mandar nos grupos se não já era.

Com isso, a Tamara fez um novo ajuste e depois divulguei nos grupos.

Pedi a confirmação para melhor organização e segurança mas tinha certeza de que seria difícil, mães com crianças pqnas decidem na hr se conseguem ou não.

Encomendei com a Lolita 35 arranjos e a Jane encomendou Menora pra 30 pessoas.

No dia, pensei em entregar um arranjo bonito de flores para Jane como agradecimento e um para Morá Monique. Pedi à Lolita que conseguiu em tempo, fizeram por R$80,00 cada arranjo com orquídea amarela, num caxepô espelhado e galhos, ficou alto, super bonito e com presença.

Levei no dia na casa da Jane minha mesa dobrável, as luvas de vinil que comprei e tesouras e fui para ver se eram suficientes as mesas. Para 35 pessoas com certeza seria…

Escrevi um discurso de agradecimento à Jane, à Mora Monique e algumas palavras em Leilui Nishmat do Shulim ben Azriel (marido da Jane). Pedi ajuda do R. Valt, Chanan e do Rony. Basicamente disse que veio de uma familia chassídica de Londres, bem conhecida, que fazia mto chessed e tsedaká e que transmitiram isso pra ele que era muito generoso não só com Beit Chinuch. Para nosso shil ele doou um Sefer Torá, Parte da biblioteca, cota da reforma do refeitório e sempre se antecipava antes de pedirem ajuda, um exemplo de chessed! Trienei umas 5 vezes no espelho e inclusive pra Sarah q adorou hehe

Organizei tb no dia um cronograma pra não se estender muito. A idéia era começar pelo shiur pra não ficar tarde pra Morá Monique voltar, mas como usaríamos a mesa principal pras flores e o Menorá precisaria de tempo para montar, optamos por fazer primeiro o workshop de flores das 20:30(estava marcado para 20:00) às 21:15hs.shiur até às 22:00 e depois os comes e bebes. No final, atrasou tudo um pouco e o shiur acabou 22:20hs.

Mesmo com uma super chuva, vieram aproximadamente 50 mulheres talvez até um pco mais BH. Faltou caxepô pra todas e as que ficaram de fora, ficaram batendo papo. Essa foi a falha, mas sem as confirmações ficaria difícil mesmo. Passei uma lista do Gardens e outras pessoas que chamei e a Jane deixou na portaria. O arranjo ficou lindo e super diferente, o caxepô espelhado super presença, elas foram ótimas super dedicadas, valeu super a pena.

O shiur tb foi mto bom, ela vai bem gostoso depois anoto.

E a comida nem preciso dizer que foi incrível. Na hora do workshop foram servindo os salgados e sopas que não experimentei mas disseram que estava tudo excelente tb e depois do shiur uma mesa de doces chalavi (sorvete, cheescake, bolo de churros…) loucura!

Foi espetacular BH, minhas tefilót foram atendidas.

Sempre falo que será o último evento que organizo, além do trabalho ando um pouco calejada das críticas. Apesar de sempre ter lidado relativamente bem com isso que sei ser inevitável e é claro com a ajuda do Rony que me estimula e sempre diz que quem não tenta não erra, dessa vez fiquei um pouco chateada. Duas mulheres bem religiosas uma qndo estava tudo pronto, flyer, florista fechado me pergunta será que precisa mesmo das flores?? Oi e o derech eretz além de vários outros palpites sem ter ao menos se oferecido de ajudar, fui tocando tudo sozinha e outra comentou com minha mãe um comentário meio maldoso que obvio como sempre tentei julgar pro bem: Vc viu que a Jane ficou bem chateada com sua filha que queria cobrar pelas flores? Desnecessário. E por último, amigas dizendo: “Me, vim por vc!” BH fico felix pelo prestígio, mas gostaria que viessem de vontade prórpia. Por outro lado pensei depois do shiur não importa a causa, consegui fazer Kidush Hashem de outras pessoas ouvirem palavras de Torá enfim vamos ver qnto tempo aguentarei sem organizar nada:) Pedi pro Rony me vetar a próxima, veremos…

OBRIGADA HASHEM FOI ACIMA DA MINHA EXPECTATIVA, TUDO MARAVILHOSO E BEM ELOGIADO BH

 

 

 

 

 

 

DIA 17/10/13 – CURSO DE FOTOGRAFIA NO BEIT CHABAD (Duração de 2 dias)

 Minha vontade de fazer um curso de longa duração como o da Panamericana de 2 anos foi por agua a baixo depois da dificuldade de com quem deixar as crianças somente por 1 dia e meio. O curso foi em uma tarde de quinta-feira e domingo o dia todo, justamente no que teve Domingo Cultural no Iavne, a Sarah ficou chateada, pediu para eu “ despagar” o curso, mas mesmo assim, fui e amei, valeram as dicas. A única coisa que não valeu foi que a vontade de aprender mais aumentou junto com a falta de tempo L L

Bom, vou tentar lembrar de tudo apesar de que muita coisa está na apostila que eles deram.

1)      Elementos de design

a)      Cor – existe uma sintonia com cores opostas, primárias com secundárias, por exemplo, vermelho com verde(grama c/roupa vermelha,rosa), azul com laranja, amarelo com roxo conforme Círculo cromático abaixo:

                       

b)      Linhas – o elemento mais forte de todos. As linhas podem ser verticais, horizontais, diagonais ou curvilíneas.

Para desfocar e pegar algo em movimento(lembrar da foto do trem com a luz interna o trem após já ter passado), coloca em velocidade bem baixa(número maior), com tripé pra não tremer e em ambiente escuro. Se for de dia, a mesma coisa, mas com mais tempo, velocidade um pouco maior como em cachoeira.

 

 

 

c)       Formas – é um elemento bi-dimensional de basae para composição da imagem, e é geralmente o primeiro meio pelo qual um espectador identifica um objeto dentro da imagem. Precisamos sempre pensar no ângulo que a máquina vai “ enxergar”.

Luz e sombra geram forma.

 

Triângulo é a forma mais poderosa. Quando queremos fotografar família, tenta formar um triangulo (a altura do olho na altura da boca do outro também traz harmonia)ou tirar de uma paisagem atrás de uma forma de triangulo.

d)      Texturas – podem trazer uma dimensão tátil para a fotografia e podem contribuir para as formas.Lembrar da foto  do ângulo de baixo do tronco da árvore.

 

e)      Padrão – trazem sensação de ritmo visual e harmonia para as fotografias. Exemplo, várias mesas iguais, cadeiras, violão, é a repetição.

 

f)       Composição – dar um equilíbrio natural aos componentes, chamando a atenção para as partes importantes da cena ou guiando os olhos do espectador pela imagem.

10 REGRAS BÁSICAS DA COMPOSIÇÃO

 

g)      LUZ (qualidade, direção e cores)

h)      Pontos de vista

i)        Principais erros

j)        5 “máster dicas”

O que substitiu os antigos filmes são os sensores. Quanto maior for o sensor, melhor a qualidade da máquina. Mas isso é difícil de informamrem no momento da compra. Quantos megapixels possui a máquina não importa muito, porque até o Iphone de 3Megapixel tem qualidade boa.

Quanto mais megapixel, menor o tamanho de cada pixel e melhor a qualidade da imagem. Para ampliar ou recortar a foto precisa ter mais megapixel. Caso seja uma foto normal de 10 x 15cm é indiferente a quantidade de megapixels.

As câmeras Point&shoots são as “ domésticas”, compactas e não possuem espelho e nem lentes para trocar. As “ profissionais” são as DSRL que possuem ambos e os sensores são maiores e com aberturas maiores(maior profundidade). E existe uma nova modalidade que são as Mirrorless que trocam as lentes,mas não possuem espelho. Quando tem espelho, não olha na tela de LCD, por isso que nas compactas que não tem espelho, não olha no visor.

TRIÂNGULO DA FOTOGRAFIA

1)      Abertura (f/stop) – determina o tamanho de abertura da lente. Quanto maior a abertura, mais luz entra na câmera, melhor a imagem. F2,8 é a abertura maior e F22 é a menor, portanto, a pior. Nas lentes mais profissionais, aquelas bem longas (estilo de fotógrafo que aparece em jogo de futebol), a abertura pode ser fica no F2,8 sem mexer na velocidade por isso são mais eficazes.

2)      Velocidade – vai de 1 a 1/1000 e quanto maior o número menos luz entra.

Nas câmeras DSRL, temos a opção de escolher a prioridade de abertura (A) ou velocidade (S),mas se optamos por um, a câmera modifica o outro. Depois que tiramos a foto, nas informações da foto podemos descobrir o valor da outra variável que a câmera escolheu. Esse fotógrafo (Marco Costa) disse que na grande maioria das vezes ele coloca a abertura em prioridade, e a câmera escolhe a velocidade.

3)      Iso = Exposição – quanto maior o numero, mais sensível a luz, fica mais claro. Logo, em ambientes fechados o ideal é aumentar o ISO e durante o dia com luz natural pode deixar no mínimo. O fotômetro mede a quantidade de luz, todas tem. Sinal positivo(+) – super exposta. Sinal negativo(-) – falta luz. Em algumas ocasiões, o fotômetro é enganado, por exemplo, quando você foca alguém contra a luz no automático a câmera reconhece muita luz e fecha a abertura, a pessoa fica escura.

Quanto menor for o ISSO, melhor a qualidade da foto, sempre.

Balanço de branco – processo que visa remover “contaminações” de cores mantendo a cor real. Isso funciona bem no automáticom,mas pode regular se a luz for solar, de lâmpada incandescente, fluorescente, nublado, chuvoso.

Melhor horário de fotografar – paisagem, é sempre melhor com  sol,mas não 12:00hs. Tentar um pouco mais cedo ou um pouco mais tarde. Pessoas, melhor com tempo nublado.

COMPOSIÇÃO – o objetivo da composição na fotografia é dar um equilíbrio natural aos componentes, chamando a atenção para as partes importantes da cena ou guiando o olho do espectador pela imagem.

10 regras básicas para composição:

1)      Regra dos terços – deslocar o elemento principal do centro da foto para a direita ou esquerda

 

2)      Equilibrando os elementos

3)      Linhas guias – não necessariamente linha reta, pode ser tortuosa

 

4)      Simetria e padrões

 

5)      Ponto de vista – mudar o ângulo de visão

 

6)      O fundo

 

7)      Profundidade – para ter mais profundidade, precisa ter menor velocidade(maior o número)

 

8)      Framing

 

9)      Cropping – é preferível “ recortar” fazer zoom no elemento principal do que cortar depois que tirou a foto

 

10)   Experimente – quebrar as regras

 

WORKSHOP DE MAQUIAGEM

DIA 04/08/13 – Family Day (Evento que organizei da sinagoga)
By Lilian Glycas Goldstein

Passo-a-passo
ORDEM: LIMPEZA DA PELE-CORRETIVO-BASE-PÓ-SOMBRA-LÁPIS- SOMBRA P/ ESFUMAÇAR-ILUMINADOR-BLUSH-BATON
1) Limpar bem a pele – antes de começar qualquer maquiagem, a pele precisa estar bem limpa com sabonete facial e depois um tônico;
2) Primers – ela comentou,mas não ouvi direito(o Eiby me desviou);
3) BB Cream – base 8 em 1 recomendável para usar durante o dia. Acha em farmácias, à noite já não é muito indicada;
4) Corretivo – líquido é melhor para quem tem mais rugas, preferível. Pode passar com a mão ou com pncel(dura mais). Nunca passar como creme espalhando, sempre dar batidinhas;
5) Base – também melhor liquida. Começa pela testa para não esquecer de nenhum lugar, passa com pincel;
6) Pó – tem compacto(mais fácil de aplicar) ou pó solto( dá um aspecto mais natural). O pó natural tem com tons de pele ou branco que é translúcido. Quando aplicar no pincel, tira antes um pouco do excesso;
7) Sombra
Tons frios – azul, prata, roxo
Tons quentes – vermelho, dourado, verde
Tons neutros – marron, preto
Não precisa necessariamente passar o mesmo tom da roupa, só precisa ser do mesmo grupo de tons, por exemplo, roupa verde pode usar vermelho…(eu não gosto de misturar)
Passar a sombra até a dobrinha da pálpebra (onde termina a parte côncava), não pode passar p/ baixo nem p/ cima, até a diagonal
8) Lápis – o melhor é cajal(cremoso) – passa embaixo do olho, em cima e no canto dos olhos um pouco para esfumaçar com a sombra depois.
Pode passar sombra escura que contorna a “raiz” do cílio de baixo.
• Sombra branca ou iluminador para o canto dos olhos e acima do blush, no “ C” abaixo do olho (fica lindo). Pode ser beje ou outra cor clarinha, branco melhor não pode ficar cinza.
• Curvex – serve para deixar os cílios maiores ou mais para cima. Fazer movimentos de cortar com tesoura por 10-15 segundos, antes de passar o rímel.
9) Rimel – Várias marcas são boas: Lóreal, Sephora, Clinic(com para passar nos cílios de baixo pq é mais fino). Passa feito um zig zag. Se borrar, não tira na hora, espera sempre secar, termina tudo e por último tira o borrado com cotonete seco.
10) Blush – dá um sorriso e passa sobre o osso da maxila. Recomendou da Natura que tem vários tons, ela misturou todos.
• Para fazer correção de formatos, precisa ser blush marron, para afinar o rosto passar nas laterais, idem para afinar nariz, nas laterais do nariz.
• Para disfarçar – escuro. Para realçar- claro
• Pincel – grosso ou chanfrado,mas grosso é melhor. Para quem se maqueia bastante, é bom lavar 1 vez por mês com agua morna e 1 gota de shampoo ou sabonete líquido deixar secar ao natural co os pelos para baixo.
11) Baton – Make up Forever/Mac. Pode passer com pincel o baton. Recomendou da Mac de longa duração, começa pelo centro para delinear. O Gloss tem que ser do mesmo tom e não passar até o final dos lábios para não ficar melequento.